Plano de Contingência

O Plano de Contingência para Atrasos Prolongados Na Pista (Plano da TAM )da TAM-Linhas Aéreas descreve o que a TAM implementará durante um atraso prolongado na pista, de acordo com as normas do Departamento de Transportes (DOT) dos EUA. O Plano da TAM está disponível no site da operadora, www.tam.com.br

De acordo com as regulamentações do DOT, o Plano da TAM cobre todos voos regulares e voos fretados da TAM de ida e volta para os EUA. Com relação aos voos codeshare da TAM operados por outra operadora (Continental, United, American Airlines ou USAirways) que partem ou chegam em um aeroporto dos EUA, o plano de contingência de atrasos prolongados na pista é governado por outra operadora, como está previsto nas Condições da TAM de Transporte.

O objetivo da TAM é operar todos os voos pontualmente. No entanto, sabemos que, quando determinados eventos intervêm, isso nem sempre é possível. Nossos clientes reconhecem que o clima, os atrasos de controle de tráfego aéreo, aeroporto ou restrições governamentais ou atrasos operacionais podem impedir a realização dos voos da TAM como previsto. Quando os voos estão atrasados a TAM tomará medidas para minimizar o impacto do atraso para os nossos clientes. O Plano de Atrasos Na Pista da TAM descreve o compromisso da TAM com os nossos passageiros quando atrasos ocorem atrasos em terra. O Plano da TAM será ativado durante períodos em que os clientes destes voos estão enfrentando operações irregulares envolvendo um atraso prolongado na pista.

Seguem os detalhes do Plano de TAM.

Plano de Contingência para Atrasos Prolongados Na Pista

Este Plano da TAM é aplicado para todos os voos regulares e fretados públicos operados pela TAM de ida e volta para os EUA.

1. Para todos os voos cobertos por este Plano que partem ou chegam a um aeroporto dos EUA, a TAM não permitirá que uma aeronave permaneça na pista de um aeroporto dos EUA por mais de quatro horas, antes de permitir que os passageiros desembarquem, a menos que:
(i) O piloto em comando determina que a aeronave não pode deixar sua posição na pista para desembarcar os passageiros por uma razão relacionada com a segurança, ou
(ii) O Controle de Tráfego Aéreo informa o piloto em comando que para voltar a um portão ou outro ponto de desembarque para desembarcar os passageiros irá perturbar significativamente as operações aeroportuárias.

2. Para todos os voos cobertos por este Plano, a TAM irá fornecer alimentação e água potável adequadas em no máximo duas horas após a aeronave deixar o portão (no caso de partidas) ou pousar (no caso de chegadas) caso permaneça na pista - a menos que o piloto em comando determine que considerações de segurança ou proteção desaconselhem tais serviços.

3. Para todos os voos abrangidos por este Plano, a TAM oferecerá instalações de lavatório operáveis, bem como cuidados médicos adequados, se necessário, enquanto a aeronave permanecer na pista.

4. Para todos os voos cobertos por este Plano, a TAM notificará os passageiros do vôo atrasado a partir de 30 minutos após o horário de partida (incluindo quaisquer revisões de horários sobre as quais os passageiros tenham sido notificados antes do embarque) e a cada 30 minutos após embarque, para que eles tenham a oportunidade de desembarcar do avião, caso estejam no portão de desembarque ou em qualquer outra área onde seja possivel o desembarque, e a aeronave esteja com a porta aberta, caso a oportunidade de desembarcar realmente exista.

5. TAM tem recursos suficientes para implementar este plano, quando necessário.

6. TAM tem coordenado este Plano com as autoridades aeroportuárias (incluindo operadores de instalações de terminais, se for o caso), em todos os aeroportos dos Estados Unidos em que a TAM opera, incluindo aeroportos de desvios regulares nos EUA.

7. TAM tem coordenado este Plano com EUA Customs & Border Protection (CBP) e a Administração de Segurança dos Transportes (TSA) em cada aeroporto dos EUA em que a TAM opera regularmente, incluindo os aeroportos de desvios regulares nos EUA.