TAM modifica malha aérea doméstica para o maior torneio do futebol mundial

Com alteração de 31% da malha, TAM terá mais de 750 novos voos domésticos

Grupo LATAM, formado por TAM e LAN, cria mais de 300 novos voos internacionais

Juntas, TAM e LAN serão as principais operadoras aéreas do evento

 

São Paulo, 20 de fevereiro de 2014 - A TAM Linhas Aéreas já alterou a sua malha aérea doméstica para o período de 10 de junho a 15 de julho de 2014. Trata-se de um ajuste de 31%, que incluiu a criação de mais de 750 novos voos dentro do Brasil. A medida foi tomada após a TAM avaliar todas as aprovações concedidas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e decidir sobre todos os trilhos (itinerários percorridos por suas aeronaves) que poderiam ser confirmados para o período de realização do maior torneio do futebol mundial. Ao todo, a TAM vai operar mais de 22 mil voos dentro do país durante a competição e prevê manter a atual média diária total de 800 voos, com cerca de 640 operações domésticas por dia.

A TAM começou a preparar a sua nova malha aérea ainda no ano passado, quando enviou uma proposta completa à ANAC. Agora, a empresa está diante de um novo mapa de operações para o período da competição, que permitirá conectar o mundo e o Brasil de forma adequada, de acordo com os novos fluxos de viagens previstos para junho e julho de 2014. Para colocar em operação a sua nova malha aérea, a TAM investirá mais de R$ 50 milhões.

“A nossa operação estará muito focada no desafio logístico de cruzar um país continental, dia e noite, em voos sincronizados com o calendário das partidas. Vamos oferecer conectividade e transportar grande parcela dos torcedores de todo o mundo. Por isso, estamos totalmente comprometidos com o sucesso dos jogos”, afirma Claudia Sender, presidente da TAM Linhas Aéreas. “Esta nova malha é necessária e começamos a planejá-la no último ano. Ela não é resultado de um aumento da demanda geral por voos no período do torneio, mas reflete a nossa capacidade de adaptar as operações aéreas a uma dinâmica de viagens totalmente diferente e específica”.

Com as alterações, 81% dos voos domésticos da TAM serão operados em aeroportos de cidades-sede durante a competição, com uma média diária de 43 voos domésticos nessas localidades. Em junho e julho de 2014, a oferta total da empresa será de 7 milhões de assentos em todo o Brasil.

Veja abaixo a perspectiva de mudança do número médio de voos domésticos da TAM nas cidades-sede do torneio, em dias de maior movimentação de passageiros. Os volumes de voos apresentados neste comunicado poderão sofrer alterações antes e durante a realização da competição, entre junho e julho de 2014.

Mudança da média de voos diários em cada cidade-sede (sujeita a alterações):

Belo Horizonte (Confins): de 26 para 30
Brasília: de 83 para 92
Cuiabá: de 6 para 12
Curitiba: de 29 para 32
Fortaleza: de 28 para 33
Manaus: de 13 para 15
Natal: de 9 para 14
Porto Alegre: de 26 para 31
Recife: de 24 para 26
Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont): de 94 para 108
São Paulo (Congonhas, Guarulhos e Viracopos): de 211 para 225
Salvador: de 27 para 33

As passagens aéreas para os novos voos domésticos da TAM já estão disponíveis em todos os canais de venda da empresa, com preços competitivos e acessíveis. Os valores podem ser consultados no site www.tam.com.br.

80% das passagens aéreas domésticas já comercializadas pela TAM para o período do evento foram vendidas por preços abaixo de R$ 500,00. Atualmente, 50% dos bilhetes domésticos disponíveis para venda estão sendo oferecidos abaixo deste valor, e 30% estão sendo comercializados por menos de R$ 200,00.

O cliente que havia adquirido bilhete aéreo para junho e julho de 2014 por meio dos canais de venda da TAM (site, lojas em aeroportos, call center), e cujo voo foi cancelado ou remanejado, está sendo comunicado pela empresa sobre todas as opções de acomodação em outros voos ou de reembolso integral do valor da passagem. Nesses casos, não são cobradas taxas de remarcação. No caso das agências de viagem, a TAM já comunicou as mesmas, para que elas possam informar as alterações diretamente aos seus clientes, também isentos de taxas de remarcação.

 

Voos internacionais

As empresas do Grupo LATAM Airlines, formado por TAM e LAN, vão operar mais de 300 novos voos internacionais com destino ou origem no Brasil em junho e julho de 2014. Os países com maior incremento de número de voos com destino ao Brasil no período são Argentina, Chile e Inglaterra.

Juntas e com voos próprios, TAM e LAN ligarão o Brasil a um terço dos países classificados para a competição. Por meio de alianças e acordos com outras empresas, será possível conectar o Brasil a todas as nações participantes do torneio.

 

Novos ajustes e voos fretados

Para os próximos meses, a TAM trabalha no ajuste fino e na aprovação de pequena parcela remanescente dos pedidos de voos. Além disso, a companhia pretende realizar novas solicitações durante o evento, após a definição da segunda fase dos jogos.

Adicionalmente, as empresas do Grupo LATAM já solicitaram à ANAC a autorização para operar até 201 voos internacionais fretados durante o evento.